Nicholas fala sobre Manila e mais na Asia Pop Comic Con

Nicholas participou nesse final de semana da Asia Pop Comic Con e durante uma conferência de imprensa, ele contou um pouco mais sobre seu gosto por HQs e animes e também sobre sua preparação para Rebel in the Rye. Confira:

Bronzeado e um pouco mais forte do que a última vez que eu o vi nas telas, havia algo diferente sobre Nicholas Hoult, e não digo apenas fisicamente. Quero dizer ele todo. Havia uma aura quente sob ele, ou pelo menos eu gosto de pensar assim. Evidentemente, tenho sido fã do ator britânico desde About A Boy. Ele cresceu na frente dos fãs em todo o mundo, estrelando como o encantador bad boy em Skins, e ganhando nossos corações como Fera em X-Men e como Rem Meu Namorado é um Zumbi. Em entrevistas antigas, você veria um Nick muito calado. Você pensa que por ele ser um ator, ele pode ser um pouco estranho, mas na verdade ele é muito reservado. Então quando ele veio para o palco da Asia Pop Comic Con (APCC) sorrindo para todo mundo, ele pareceu muito acolhedor. Esse era um Nicholas Hoult que eu estava morrendo para ver e um que todo mundo merecia ver.

“Nós fomos visitar o memorial de Rizal, e então caminhamos ao redor dos jardins lá,” compartilha Nick a multidão na sala de imprensa. “Nós fomos a alguns bares na noite passada com o Joe! Mas também fomos ao redor da cidade antiga e em algumas igrejas aqui.”Nick estava na cidade, junto de Claire Hoult (Vampire Diaries), Joe Dempsie (Game of Thrones) e Millie Bobbie Brown (Stranger Things) para a convenção anual. Tendo interpretado o mutante Hank McCoy (Fera) em X-Men, foi adequado tê-lo esse ano. Para Nick, Fera foi um personagem muito interessante de interpretar: “Ele tem dois lados. É esse sentido dele ser muito controlado e inteligente, mas está suprimindo todos esses sentimentos e poder dentro dele. Para reproduzir isso, e fazer o oposto que é alguém muito atlético e forte, foi algo que me atraiu.”

“Eu gostei do arco da história The Dark Beast,” explica Nick. É o arco que ele mais gostou de ler para conseguir entender o personagem. Ele leu um monte de histórias em quadrinho, a fim de realmente atingir a eloquência e inteligência que seu personagem tem. Ele também manteve uma amizade com seus colegas de elenco, especialmente James McAvoy, que interpreta Charles Xavier. Por causa da amizade dos dois fora das telas, a dupla fez a amizade entre Xavier e Hank parecer mais verdadeira.

Sentado em uma cadeira branca que mal suporta sua altura – Nick tem 1,90 – ele cora e diz que a última coisa pela qual ele deu uma de fanboy foi Stanger Things. Ele desenvolveu um amor pela série da Netflix e elogiou Millie Bobbie Brown. E para ele, todo mundo é geek. “Um geek é alguém que é apaixonado por alguma coisa. Há pessoas que se importam, e tem uma sede por conhecimento.” Mas Nick conhece mais do que apenas HQs, ele também gosta de animes, e gosta de Death Note e Akira.

Nick, que fez vários filmes, variando de fantasia para a comédia, nunca sendo um ator metódico. Na verdade, ele é atraído para personagens que o desafiam e não são típicos. “Não há nenhum método que eu desenvolvi, mas essencialmente, é aprender muito antes de chegar ao set, e então se adaptar quando chegar lá,” ele diz. Mas ele gosta de ficar em um nível emocional com os personagens que ele está interpretando. Por exemplo, em seu novo filme, Rebel in the Rye, ele interpreta o autor J.D Salinger. E para interpretar Salinger, ele se jogou na vida do autor. “Muitos de seus livros são biográficos, assim como sua escrita, então eu me baseava nisso. Eu me sentava em casa com uma máquina de escrever, apenas para tentar entender esse sentimento.” Para incorporar o aturo, ele escreveu algumas histórias de aventura. “Nada como O Senhor dos Anéis, mas algumas divertidas,” ele diz orgulhoso. Nick é um grande leitor, e gosta de ler no seu tempo livre.

Foi o relacionamento de Nick com seus co-star que chamou atenção, especialmente estando no país com seu co-star de Skins, Joe Dempsie, e suas aventuras pela cidade. “Tem sido divertido, eu cresci com o Joe,” diz Nick. “Eu não sabia o que esperar, eu não sabia o quão vasto Manila era, então é impressionante. Eu não sabia o quão úmido ia ser, e eu não sabia o quão extremo é o tráfego aqui, então essas foram as coisas das quais eu fui alertado e eu experimentei, e isso é ótimo!” Os dois estiveram no Metro, aproveitando juntos e aprendendo a cultura Filipina. Agora, sobre testar ou não o balut: “Eu não tenho certeza. Todo mundo diz que é afrodisíaco, e eu vi fotos dele e parece um pouco nojento. Se eu criar coragem, eu vou experimentar,” diz ele.

Hoult é um pouco brincalhão, apesar de ser um homem quieto. Em entrevistas antigas, Nick admitiu brincar com a mídia quando se trata de suas repostas, mentindo em algumas delas só para ver a reação deles. Talvez seja esse Nick brincalhão que esteve no palco da APCC naquele dia, o porquê de sua aura estar diferente – e não estamos reclamando. E agora qual foi a mentira que ele contou a imprensa naquele dia? Eu aposto que foi sobre o balut, ele pode não ter estômago para isso, mesmo enquanto ele seja o Fera.

Fonte 

Comentários


© 2017 Nicholas Hoult Brasil • ALGUNS DIREITOS RESERVADOS • Hosted by Flaunt.nu